Calipolense

Wednesday, January 04, 2006

Comércio em Vila Viçosa

Entramos todos no novo ano com novas esperanças para uma melhor vida em todos os aspectos. Em Vila Viçosa, espera-se a abertura de mais um supermercado, e a la para o verão teremos ainda mais um. Um Concelho tão pequeno com 3 supermercados a meu ver será o fim do comércio tradicional, embora eu seja duvidoso em relação ao sucesso destas superficies comerciais do mesmo género. Aqui a Câmara Municipal de Vila Viçosa deveria com alguma urgência fazer alguma coisa para reactivar e dinamizar o comércio tradicional. São precisas medidas urgentes, como por exemplo a criação de uma associação de comerciantes de Vila Viçosa. Em relação ao sucesso ou não dos 3 supermercados, é sabido que os costumes são para manter, e sendo assim como é que se irão aguentar estes se as pessoas em Vila Viçosa continuam a preferir deslocarem-se a Elvas ou Évora (Modelo,Pingo Doce,Feira Nova), ou mesmo a Badajoz onde compensa atestar o deposito de combustivel. Uma coisa parece ser certa: Com Intermarché, Mini - Preço e em breve o LIDL, quem vai ganhar será o consumidor. Guerras de preços adivinham-se.Cá estaremos para ver!

2 Comments:

  • At 6:52 AM, Blogger O Restaurador said…

    Eu penso que todos os consumidores só têm a ganhar, pois os preços praticados pelo comércio tradicional em Vila Viçosa são exorbitantes! Até mesmo o Intermache se vai resentir, pois sendo o proprietário do Intermache de Vila Viçosa também dono do Intermache de Elvas, os preços do Intermache de Vila Viçosa eram sempre mais altos e os produtos em promoção muito raramente estavam disponíveis! Agora até o Intermache vai ter que mudar! E além do mais, as pessoas que habitam na zona do Intermache já não ao centro da Vila para comprar um pacote de açucar, farinha ou leite, assim como eu não me vou deslocar de propósito da Quinta-Augusta para comprar um pacote de manteiga, natas ou leite!

    Saudações!

     
  • At 10:18 AM, Blogger praia.claridade said…

    Quem ganha é o consumidor!!!
    No entanto devemos ter em conta que o comércio tradicional vai sofrer um pouco com isso, mas com a globalização, são sempre os "mais pequenos" a ressentir-se primeiro... Cabe à associação de comerciantes, pelos vistos inexistente, ter iniciativas que atraiam clientes às lojas trdicionais.

    Relativamente ao Intermarché, acho que vai ter um decréscimo de vendas acentuado, pois muitas pessoas vão lá por não terem alternativa, pois é um super-mercado desorganizado,com produtos a obstruir os corredores, verduras e frutas que nem merecem comentários... promoções que não existem, ou são limitadíssimas...enfim!ETC, ETC, ETC
    Conheço muitos Intermachés no país, e o de Vila Viçosa é dos piores que já vi, junto com o de Montemor-o-Velho! Penso que a gerência deveria preocupar-se com estas questões!!

     

Post a Comment

<< Home